Não recebi a parcela no meu seguro desemprego, e agora?

Quando trabalha através da carteira de trabalho assinada tem direito a direitos trabalhistas muito importantes. Um destes direitos e o seguro desemprego, que proporciona o pagamento de auxílio financeiro para o trabalhador brasileiro. Estas parcelas ficam disponíveis mensalmente para o segurado e se o mesmo não receber é preciso verificar as causas. Deixou de receber o seguro este mês? Saiba como proceder a seguir.

Quem tem direito ao seguro desemprego?

O seguro desemprego é um benefício do trabalhador brasileiro, mas não fica disponível para todas as situações. Por isso, antes de requerer o seu benefício é recomendado antes ter certeza que você pode acessar este recurso. A primeira observação a ser feita é em relação a demissão. Somente funcionários que foram dispensados de seu cargo sem apresentação de justa causa podem requerer o benefício.

Quando solicitar a sua habilitação seguro desemprego, o contribuinte não pode ter vínculo empregatício com nenhuma empresa, nem possuir qualquer outro tipo de renda legítima. Trabalhadores flagrados em situação de escravidão, pescadores (que recebem o seguro defeso 2022) ou que tenham sido dispensados para capacitação profissional podem ter acesso a este recurso e receber o auxílio do seguro.

O que pode deixar o valor retido?

O seguro desemprego é regido por um regulamento e quando o mesmo é descumprido, pode ser que este valor fique retido. A situação mais comum para perder o direito ao auxílio, é começar a exercer um novo cargo com a carteira de trabalho assinada. Assim, considera-se que o contribuinte não necessita do auxílio e então, o restante do benefício fica retido até a próxima solicitação.

Se for comprovado, por exemplo, que o segurado recusou entrevista ou vaga de emprego sem motivos plausíveis, ele pode perder o direito ao auxílio. Também é retido o valor do seguro, quando é pontuada divergência ou fraude na apresentação de documentos.

O que fazer se eu não receber?

Para quem está de acordo com o regulamento do seguro desemprego, mas mesmo assim não recebeu o auxílio ainda vale lembrar que é preciso solicitar a restituição do seu benefício. O órgão responsável pelo seguro desemprego é o banco Caixa Econômica Federal e para poder liberar as parcelas do seu seguro é necessário saber o motivo do atraso.

Por vezes, o atraso é devido ao repasse do governo para a Caixa, e então é mais simples de solucionar a retenção. Para outras situações, você deve solicitar atendimento do seguro direito na unidade da Caixa em que você começou a receber o benefício.

Confira o calendário de pagamento PIS para o próximo ano

Calendário de pagamento PIS 2021-2022 – Mais um ano e novas expectativas dos trabalhadores relacionadas ao calendário do abono salarial do PIS 2021-2022. Confira aqui as principais informações sobre o pagamento do PIS 2021.

PIS 2021-2022

O PIS 2021-2022 terá os mesmos requisitos que os de anos anteriores, logo mais vamos especificar quais estes requisitos. Além de saber sobre o Calendário de pagamento PIS 2021-2022 é importante ficar atento a outras informações sobre este benefício tão importante para o trabalhador brasileiro.

Para o pagamento do PIS 2021/2022 o governo estima que cerca de 23 milhões de trabalhadores tenham direito a este benefício que começará a ser pago em julho de 2021.

CALENDÁRIO DE PAGAMENTO PIS 2021-2022

O novo Calendário PIS estará disponível assim que o calendário oficial foi divulgado pelo Ministério do Trabalho e Caixa Econômica Federal.

O pagamento seguirá da mesma forma que já vem ocorrendo desde 2015, ou seja, a tabela do PIS será fracionada. Quem nascer entre julho e dezembro receberá dentro do ano vigente (2021), já quem nasceu de janeiro a junho só receberá em 2022, até março.

Enquanto o novo Calendário de pagamento PIS 2021-2022 não é divulgado, saiba que ainda há pagamento do PIS 2016-2021 para os nascidos de janeiro a junho. Veja abaixo se você é de um destes meses.

NOVAS REGRAS 2021

As novas regras do PIS continuam as mesmas do ano passado, ou seja, o valor do PIS será proporcional ao tempo de trabalho, por exemplo, se você trabalhou por 6 meses receberá o equivalente a metade do salário mínimo, pois 6 x 1/12.

6 meses de trabalho x salário de 937 x 1/12. O trabalhador neste caso haverá a quantia de R$ 468,50

Portanto, quem trabalhou um mês no ano-base 2016 receberá 1/12 do salário mínimo. Quem trabalhou 2 meses receberá 2/12, e assim por diante. Só receberá o valor total quem trabalhou todo o ano base 2015 completo.

VALORES DE PAGAMENTO CONFORME NOVAS REGRAS DO PIS

Veja a tabela de valores de pagamento que ainda está vigente para quem ainda vai receber, a tabela de 2021 será divulgada em breve.

DIREITO AO PIS 2021

Só terá direito ao PIS 2021-2022 quem recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais, com carteira assinada e exerceu atividade remunerada durante, pelo menos, 30 dias em 2016 e que tenha seus dados relacionados na RAIS 2016 e enviado dentro do prazo.

RENDIMENTOS DO PIS

Quando o saque do PIS não é efetuado, o valor é incorporado ao saldo de quotas. Ao final do exercício financeiro, em 30 de junho, após a atualização do saldo, os rendimentos são disponibilizados para saque no novo calendário. Os rendimentos variam conforme o saldo existente na conta do PIS vinculada ao trabalhador.

PRAZO LIMITE PARA SAQUE DO PIS 2021

Quem não sacar o PIS 2021-2022 até a data limite que geralmente é até 29 de junho do ano seguinte, no caso junho de 2022, os valores serão devolvidos ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Dúvidas sobre o Calendário de pagamento PIS 2021-2022, deixe no comentário e também favorite o site para novas consultas.